Porto Velho (RO) terça-feira, 11 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Artigo

6 tendências de negócios para ficar de olho em 2021

Sites de apostas, serviços remotos e produtos saudáveis. Essas são algumas das tendências que devem liderar o empreendedorismo ao longo de 2021.


6 tendências de negócios para ficar de olho em 2021 - Gente de Opinião

Em questão de meses, a pandemia de Covid-19 revolucionou o estilo de vida de muitas pessoas. Profissionais abandonaram o escritório para atuar de casa; os jantares com os amigos se transformaram em encontros por videoconferência, acompanhados por delivery; consultas com profissionais de saúde passaram a ser feitas de forma remota. 

Ainda que parte dessas práticas possa ser abandonada uma vez que a pandemia seja controlada, a verdade é que muitas mudanças de hábitos vieram para ficar. Para os empreendedores, isso significará a necessidade de se reinventar para se manter - ou mesmo entrar - no mercado. Segundo especialistas, a chave é observar quais tendências tendem a ser perenes, e quais devem se esgotar. Quem souber fazer essa distinção poderá se aproveitar da recuperação econômica para prosperar. 

Embora as mudanças ainda estejam em curso, já é possível apontar algumas tendências que devem dominar o mundo dos negócios em 2021. Confira:

 

1.    Sites de apostas

 

Nos últimos anos, um dos maiores obstáculos para o sucesso dos sites de apostas no Brasil tem se desconstruído: o tabu. Entre 2018 e 2020, o montante gasto pelos moradores do país nessas páginas saltou de R$ 2 bilhões para R$ 7 bilhões. Com a continuidade da pandemia e a popularização de canais de entretenimento digitais, a tendência é que cada vez mais pessoas se interessem por tais sites. 

Ainda que o mercado seja promissor, é preciso ter em mente que os sites de apostas não são simples de serem criados. É preciso investir em itens como um design profissional, experiência do usuário e, principalmente segurança de informação. Caso a página seja de qualidade, o investimento tende a dar bons retornos.

 

2.    Educação remota

 

Com aglomerações em espaços fechados sendo identificadas como um dos principais vetores de propagação do novo coronavírus, instituições de ensino, de modo geral, entraram no radar de epidemiologistas. Isso significa que aulas presenciais ficaram suspensas por meses em todo o mundo, e, em alguns locais, permanecem dessa maneira. 

Nesse contexto, a educação remota tem ganhado cada vez mais adeptos, e tende a se manter em crescimento quando a pandemia terminar. Isso significa que o investimento em negócios como conteúdo digital e plataformas para a sua veiculação tendem a ser boas opções ao longo de 2021.  

 

3.    eCommerce

 

Uma das primeiras medidas tomadas por governos para barrar a disseminação da Covid-19 foi o fechamento de todo o comércio não essencial. Com isso, apenas estabelecimentos como supermercados e farmácias permaneceram em aberto. Além disso, mesmo com a reabertura, muitas pessoas não se sentem seguras para fazer compras presencialmente.

Os números comprovam que esses consumidores se voltaram ao comércio eletrônico para suprir as suas necessidades. Um levantamento realizado pela Ebit|Nielsen aponta que as vendas do e-commerce cresceram 41% em 2020. É o melhor resultado desde 2007. 

Fatores como a praticidade, os preços mais vantajosos e a abertura intermitente do comércio no Brasil, a tendência deve se manter. Consequentemente, o eCommerce é tido como um dos segmentos mais promissores para se investir em 2021.

 

4.    Clubes de assinaturas

 

Receber periodicamente uma seleção de produtos escolhidos a partir de uma cuidados curadoria, com base no perfil do consumidor e por um valor que cabe no orçamento. Esse é o princípio dos clubes de assinaturas. A iniciativa se tornou tão popular que há empresas da área atuantes em diversos segmentos, como vinhos, cosméticos e até mesmo roupas íntimas. 

Novamente, trata-se de um segmento ideal para se investir em 2021. Antes de lançar-se ao projeto, é preciso pesquisar extensivamente o mercado; selecionar o ramo de atuação e criar uma estrutura logística confiável para entregar os kits aos assinantes.

 

5.    Alimentação saudável

 

Graças ao home office, as pessoas passaram a cozinhar mais em casa. Além disso, a preocupação com a Covid-19 fez com que muitos priorizassem alimentos frescos, de modo a manter a imunidade em alta. Tudo isso fez com que a procura por produtos saudáveis, que já estava em alta, disparasse durante a pandemia. 

Tendo em vista que o segmento já era promissor antes da pandemia, o investimento em alimentação saudável é extremamente indicado para quem pretende começar um negócio em 2021. Vale tudo: desde um mercado que venda produtos nessa linha até um serviço de entrega de marmitas.

 

6.    Telemedicina

 

Até o início da pandemia de Covid-19, profissionais de saúde eram proibidos de prestar teleatendimentos. Com a circulação do vírus, indivíduos como médicos, nutricionistas e psicólogos passaram a ser autorizados a prestar realizar consultas por meios digitais. 

Isso significa que profissionais de saúde autônomos podem passar a atuar de casa, observando os limites e as condições colocadas por seus respectivos conselhos. Pessoas que atuam em outras áreas podem empreender criando plataformas seguras e confiáveis para a prestação de tais serviços.

Mais Sobre Artigo

A Ponte da Liberdade

A Ponte da Liberdade

Dia 07.05.2021, foi mais um dia para ser registrado na bela história de Rondônia. Foi inaugurada pelo Presidente Jair Bolsonaro a ponte (1.550m) sob

Vantagens de seguir carreira militar

Vantagens de seguir carreira militar

Há estudantes que ficam em dúvida sobre se devem seguir uma carreira militar ou não. Muitos estão focados em fazer uma graduação. Porém, eles se esque

Indenização de 50 mil reais para os profissionais da saúde que atuaram no combate a COVID-19

Indenização de 50 mil reais para os profissionais da saúde que atuaram no combate a COVID-19

Com o advento da Lei nº 14.128/2021 publicada em 26 de março, os profissionais de saúde que atuaram na linha de frente do combate a pandemia do novo

Acelerar a velocidade da vacinação é salvar vidas

Acelerar a velocidade da vacinação é salvar vidas

Embora seja uma providência interessante a adotado pela Prefeitura de Porto Velho de adaptar o aplicativo SASI, que já existia no município de Manau