Porto Velho (RO) terça-feira, 21 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Opinião

Lula e a Seleção Brasileira, em tese, favoritos


Lula e a Seleção Brasileira, em tese, favoritos - Gente de Opinião

Ao menos num aspecto, existe semelhança entre a Seleção Brasileira que disputou a Copa América e a situação político-eleitoral do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: o favoritismo. No caso da Seleção, conquistar o bicampeonato do torneio seria um feito e tanto. Conquanto ainda não tenha admitido publicamente que é candidato à presidência da República, nenhum petista duvida que a ambição de Lula é o de retornar ao comando no país.

Se nas casas de apostas de mundo a Seleção Brasileira aparecia como a principal favorita ao título, por aqui, desde há muito os institutos de pesquisas de intenção de voto observam e sinalizam para uma vitória tranquila do petista. Assim como na Copa América a Seleção Brasileira não estava isenta dos eventuais tropeços num ou noutro jogo, afinal havia adversários de tradição e, portanto, não seria prudente desprezá-los, igualmente, em que pese Lula despontar na dianteira das recentes sondagens, nada garante, por enquanto, que a sua eleição está assegurada.

Ainda estão na memória de muitos brasileiros os escândalos do mensalão e do petrolão, além de outras práticas em que a ética foi mandada para o escanteio. Por isso não convém cantar vitória antes da hora, ou, como dizem alguns, calçar o salto alto do já ganhei. Isso porque, durante a campanha eleitoral, o contra-ataque dos adversários do petista será pesado, sobretudo nos seus pontos mais vulneráveis.

Pelo que se viu durante os jogos da Copa América, não deu para ignorar a determinação com que a nossa eterna rival Argentina entrou na disputa. Logo, para corresponder à expectativa do torcedor brasileiro, a Seleção Brasileira precisava vencer, primeiro, o espectro do favoritismo e, sem querer inventar, jogar o que sabia e o que podia, assim como devem estar apostando os eleitores que acreditam cegamente na vitória de Lula.

Mais Sobre Opinião

Senador quer taxar as grandes fortunas

Senador quer taxar as grandes fortunas

A necessidade, urgente e inadiável, de um mínimo de consenso nacional a respeito de nossos mais graves problemas e como superá-los vem sendo empurra

A César o que é de César e a Deus o que é de Deus + conferência de ajuda ao Afeganistão

A César o que é de César e a Deus o que é de Deus + conferência de ajuda ao Afeganistão

A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR E A DEUS O QUE É DE DEUSO nó górdio do islão é a união de cultura e religião! E isto é que os políticos ocidentais parece

Nem Lula nem Bolsonaro, e agora?

Nem Lula nem Bolsonaro, e agora?

Apesar de alguns institutos de pesquisas apontarem Lula como preferido nas intenções de voto do eleitor na corrida pela presidência da República em

Igreja peregrina - dois anos de Sínodo com bispos e leigos + A Saxónia proíbe o uso da linguagem ideológica do género nas escolas + Tempos de covid-19

Igreja peregrina - dois anos de Sínodo com bispos e leigos + A Saxónia proíbe o uso da linguagem ideológica do género nas escolas + Tempos de covid-19

IGREJA PEREGRINA - DOIS ANOS DE SÍNODO COM BISPOS E LEIGOS Francisco concretiza o seu Programa pontifical no Caminho sinodal universal (10.2021 a 10.2