Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Energia

Setor elétrico atrai profissionais de diversas formações interessados em construir carreira

Grupo Energisa, maior grupo privado no setor do país, gera mais de 20 mil empregos diretos e indiretos em 862 municípios


Francisco de Carvalho - Biólogo da Energisa - Gente de Opinião
Francisco de Carvalho - Biólogo da Energisa

As novas tecnologias e o foco cada vez maior em sustentabilidade estão transformando o setor elétrico e também o perfil de seus profissionais. Em Rondônia, a Energisa, que se posiciona como uma empresa alinhada com serviços 4D (descarbonizados, descentralizados, digitalizados e diversificados), administradores, biólogos e contadores agora trabalham lado a lado de engenheiros eletricistas e técnicos. Ofícios diversificados que encontram no setor elétrico a oportunidade de construir carreira em um grupo consolidado, gerador de cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos em 862 municípios de todas as regiões do Brasil.

Formado em Biologia e pós-graduando em Engenharia Ambiental e Sanitária, Francisco José Medeiros de Carvalho integra a equipe de Meio Ambiente de Rondônia há pouco mais de quatro meses. Com 11 anos de experiência no setor ambiental, atuou desde empresas de consultorias, professor em faculdade e até em hidrelétricas. Natural de Porto Velho e casado há pouco mais de dois anos, se identificou com os valores da empresa de transformar energia em desenvolvimento com sustentabilidade. “Como rondoniense quero ver meu estado crescer, ter mais empregos, mas com responsabilidade ambiental. Encontrei na Energisa a junção daquilo que acredito com a oportunidade de ascensão profissional”, declarou.  Dentre as atribuições do biólogo estão a elaboração de projetos socioambientais, verificação de processos de licenciamento ambiental e controle de programas de gestão de resíduos.

O Grupo Energisa tem 116 anos de história e atua com portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de call center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora), soluções em energias renováveis (Alsol) e agora a fintech Voltz, que entra no mercado de contas digitais.

Edicarla Oliveira - contadora - Gente de Opinião
Edicarla Oliveira - contadora

História e credibilidade que fomentaram a decisão da bacharel em Ciências Contábeis, Edicarla Oliveira, de permanecer na empresa após a privatização. A contadora tem 23 anos de experiência na área, sendo 14 anos na concessionária, e afirma que enxergou novas possibilidades que vão além da estabilidade ou remuneração do concurso público. “Salário não é tudo na vida, temos que trabalhar em um lugar que nos faz sentir bem e que estamos fazendo algo importante para a sociedade”, declarou. Casada e com dois filhos adolescentes, os benefícios oferecidos pela empresa contribuem para conciliar trabalho e vida em família, especialmente após a implementação da nova política de trabalho remoto. “A empresa proporciona a estrutura necessária para trabalhar em casa e percebi que minha produtividade aumentou. Também fico mais tranquila estando perto dos meus filhos nesse período que eles também precisaram se adaptar às aulas remotas”, declarou.

O Grupo Energisa foi o primeiro do setor elétrico brasileiro a implantar um programa permanente de smart work, em dezembro de 2020, após realizar pesquisa interna em que 72% dos colaboradores sinalizaram o desejo de continuar o trabalho remoto após a pandemia, destacando vantagens como a redução do tempo de deslocamento e a melhoria do convívio familiar. Já 80% manifestaram desejo pelo modelo híbrido, com alternância entre trabalho presencial e remoto. 

A consultora de RH business partner, Silvana Santos, explica que o Grupo Energisa acredita que a fonte de sua energia está nas pessoas, em um time que aprende e conquista juntos, valorizando a diversidade. “E isso atrai, naturalmente, profissionais de todas as áreas, que colaboram com sua capacitação e experiência. O smart work foi resultado desse DNA de inovação, mas sobretudo de ouvir as ideias dos nossos colaboradores. O resultado tem sido surpreendente, pois 57% dos profissionais ouvidos afirmaram terem mantido a produtividade durante o home office, enquanto 39% se sentiram até mais produtivos. Esta percepção também é confirmada pelas lideranças”, concluiu Silvana. No site www.energisajuntos.com.br a empresa disponibiliza informações sobre o mercado de trabalho no setor elétrico e mostra histórias inspiradores de profissionais que encontraram seu lugar no Grupo Energisa.

Mais Sobre Energia

Setor de energia solar cria comissão de estudo para regulamentar e normatizar mercado nacional

Setor de energia solar cria comissão de estudo para regulamentar e normatizar mercado nacional

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) inicia esta semana os trabalhos de uma comissão de estudo com o objetivo de reforçar a qualidade, de

Suspensão indevida de fornecimento de energia elétrica gera indenização a consumidora em Ariquemes

Suspensão indevida de fornecimento de energia elétrica gera indenização a consumidora em Ariquemes

Nesta quarta-feira, 10, a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Rondônia manteve a condenação da Energisa Rondônia no valor de 6 mil reais, em r

Deputados Alex Redano e Jair Montes compartilham experiência de investigação com a CPI da Amazonas Energia

Deputados Alex Redano e Jair Montes compartilham experiência de investigação com a CPI da Amazonas Energia

Ao receber a visita do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, deputado Alex Redano (Republicanos), e do relator da CPI da Energ

Proluz alcança 90% das comunidades rurais de Porto Velho com serviço de iluminação pública

Proluz alcança 90% das comunidades rurais de Porto Velho com serviço de iluminação pública

Nove em cada dez comunidades rurais de Porto Velho já contam com o serviço de iluminação pública. A marca chega após a expansão do Programa de Ilumi