Porto Velho (RO) sábado, 27 de novembro de 2021
×
Gente de Opinião

Energia

Energia elétrica de qualidade gera avanços no campo, mas é preciso cuidar da segurança

Seguir alguns cuidados pode diminuir os riscos de interrupção do fornecimento de energia para milhares de clientes e evitar acidentes fatais


Energia elétrica de qualidade gera avanços no campo, mas é preciso cuidar da segurança - Gente de Opinião

As máquinas agrícolas têm evoluído para modelos cada vez mais tecnológicos, com computadores de bordo que permitem calcular milimetricamente o plantio no campo. Além dos ganhos em inovação, esses veículos são cada vez maiores, o que reflete na produtividade e na economia de tempo em atividades como pulverização e colheita da produção. Por outro lado, essa mudança no perfil dos equipamentos provoca um aumento do risco do trabalho nas propriedades rurais por causa do risco de toque acidental na fiação elétrica. 

A época mais sujeita a acidentes está relacionada ao aumento das atividades no campo, quando são feitas a preparação do solo e a colheita com o uso de máquinas de grande porte. Por isso, é preciso aumentar os cuidados para evitar acidentes relacionados à rede elétrica. 

Planejamento, o ponto de partida

A primeira orientação, segundo a equipe técnica da Energisa, é planejar as atividades no campo com antecedência. Uma visita à área onde será feito o preparo do solo, plantio ou colheita pode permitir um mapeamento da rede elétrica, o que vai auxiliar no planejamento das atividades para evitar acidentes – levando-se em consideração o tamanho das máquinas e o trajeto a ser percorrido. 

Os cuidados para evitar acidentes relacionados à rede elétrica no campo têm a ver com os riscos por trás da atividade rural. A falta de planejamento pode causar incidentes graves, que vão desde a interrupção do fornecimento de energia para milhares de clientes a acidentes fatais. 

Além da atenção com as máquinas agrícolas, é preciso ficar de olho em ferramentas mais simples, que podem até parecer inofensivas, como as varas com alguma estrutura de metal. Elas devem ser usadas de forma correta e nunca devem estar próximas a redes elétricas.

 

Cercas também exigem cuidados

Quem tem ou trabalha em uma propriedade rural também deve estar atento às cercas de arame e seguir algumas orientações. Elas não devem ser contínuas, ou seja, devem ser instaladas com tamanho máximo de 250 metros cada parte. Essa regra deve ser seguida porque, quando um raio atinge uma cerca, essa corrente circula pelos fios de arame. Quanto mais comprido for esse fio, maior será a área de exposição ao perigo.

Além de serem seccionadas, as cercas de arame precisam ser aterradas em toda sua extensão. Quando se opta pelas cercas eletrificadas, é fundamental que o equipamento utilizado na propriedade seja específico para essa finalidade. Também é necessário fixar a sinalização sobre a eletrificação a cada cem metros.

Em caso de acidente e quando houver falta de energia e ou incêndio na rede elétrica, é preciso entrar em contato com os canais da Energisa. São eles:

  • Call Center: 0800 647 0120 (atendimento 24 horas por dia)
  • Aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular)
  • WhatsApp (Gisa): (69) 9 9358-9673
  • Site: energisa.com.br 

Mais Sobre Energia

Suspensão indevida de fornecimento de energia elétrica gera indenização a consumidora em Ariquemes

Suspensão indevida de fornecimento de energia elétrica gera indenização a consumidora em Ariquemes

Nesta quarta-feira, 10, a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Rondônia manteve a condenação da Energisa Rondônia no valor de 6 mil reais, em r

Deputados Alex Redano e Jair Montes compartilham experiência de investigação com a CPI da Amazonas Energia

Deputados Alex Redano e Jair Montes compartilham experiência de investigação com a CPI da Amazonas Energia

Ao receber a visita do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, deputado Alex Redano (Republicanos), e do relator da CPI da Energ

Proluz alcança 90% das comunidades rurais de Porto Velho com serviço de iluminação pública

Proluz alcança 90% das comunidades rurais de Porto Velho com serviço de iluminação pública

Nove em cada dez comunidades rurais de Porto Velho já contam com o serviço de iluminação pública. A marca chega após a expansão do Programa de Ilumi