Porto Velho (RO) quinta-feira, 28 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Segurança

Na 3ª noite da “Operação Emergência”, agentes de fiscalização redobram atenção contra festas clandestinas


Festas clandestinas passam a ser desafios durante as fiscalizações - Gente de Opinião
Festas clandestinas passam a ser desafios durante as fiscalizações

Evitar a proliferação do coronavírus, além de fazer cumprir o que determina do decreto nº 25.859, de 6 de março de 2021, que institui o Sistema de Distanciamento Social Controlado para fins de prevenção e de enfrentamento à pandemia, tem sido a missão da “Operação Emergência”, desenvolvida pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), sob a coordenação do Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

Na noite de sábado (20) equipes compostas por policiais militares, Corpo de Bombeiros e órgãos fiscalizadores estaduais e municipais intensificaram a fiscalização nos estabelecimentos comerciais da Capital. Ao mesmo tempo, foram atendidas denúncias de festas clandestinas onde a chance de contaminação do coronavírus é maior, devido à aglomeração de pessoas sem uso de máscaras o que contribui para um maior contágio da doença e, consequentemente, elevar o índice de pessoas acometidas pela Covid-19, o que tem ocasionado na lotação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Durante a fiscalização, as equipes flagraram festas clandestinas em que uma delas as pessoas consumiam álcool e compartilhavam o mesmo narguilé. Trata-se de uma espécie de cachimbo de água de origem oriental, utilizado para fumar tabaco aromatizado. Outro grande problema que tem se transformado em constantes denúncias é quanto a venda e consumo de álcool nos finais de semana.

A fiscalização de sábado atuou no cumprimento do decreto governamental, principalmente no que diz respeito ao artigo 18 que determina a restrição de funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais, no período das 21 horas de sexta-feira até às 6 horas de segunda-feira nos municípios enquadrados nas Fases 1 e 2 do “Plano Todos Por Rondônia”. Também estavam sendo observadas as atividades em exceções. Vale destacar que no próprio artigo define que fica proibida a comercialização de bebidas alcoólicas das 18h (dezoito horas) de sexta-feira até às 6h (seis horas) de segunda-feira.

Para se ter uma ideia da gravidade de casos da Covid-19, somente no sábado (20), dia em que completou um ano de coronavírus em Rondônia, a partir do primeiro caso confirmado da doença no Estado – um número de 948 pessoas foram contaminadas pelo vírus em todo Estado, das quais, 317 somente  em Porto Velho. O número de óbitos também assusta, com 53 pessoas devido a Covid-19, dos quais 27 na capital.

Conforme enfatizado pelo comandante do Corpo de Bombeiros, coronel BM Gilvander Gregório de Lima, a medida tem o objetivo de frear a disseminação do coronavírus. Dessa forma, explica o oficial, pretende-se evitar que mais pessoas se contaminem pelo coronavírus. Mais casos da doença estará refletindo no aumento de extensas filas de pacientes à espera de um leito de UTI, neste que tem sido considerado o pior momento da pandemia em Rondônia.

É a sétima operação desenvolvida para frear o avanço do coronavírus

Desde o final de 2020, o Corpo de Bombeiros tem colocado em prática operações em cumprimento aos decretos governamentais, denominadas: “Fase 3”; “3ª Onda”; “Decreto”; Consciência”, “Restrição”, “Alerta” e a atual “Emergência”. Na soma de todas as operações até a noite de sábado (20), 5.447 intervenções foram realizadas.

“Estamos chegando a mais de 110 dias de operação que já somam sete com essa que estamos desenvolvendo denominada “Emergência”, que chega à terceira etapa na noite deste sábado (20). O que vimos hoje é que realmente a população que aglomera muitas das vezes é aquela que faz aqueles eventos fora da curva, ou seja, festas clandestinas que continuam em alta e prejudicando toda a sociedade. Os estabelecimentos comerciais onde a gente fiscaliza com contundência, educação e com orientação tem cumprido o seu papel. Tem parte da sociedade que não está cumprindo o decreto governamental e fazendo aglomerações. Há situações em que a equipe de fiscalização chega ao local e muitas pessoas inventam história que não combina, basta virarmos as costas e continuam aglomerando. Isso é muito triste saber que há uma parte da sociedade que não está colaborando e não contribui para que o Estado consiga diminuir os casos da Covid-19”, argumenta o comandante.

O trabalho liderado pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM), contou com a participação da Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), da Superintendência Estadual de Comunicação (Secom), do Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e da Prefeitura de Porto Velho, por meio do Departamento de Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e Subsecretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb).

O comandante do Corpo de Bombeiros destaca a importância da operação para conscientizar quanto ao perigo da pandemia do coronavírus. As ações serão mantidas em cumprimento ao ato normativo e com o objetivo de frear a disseminação do coronavírus e poder salvar vidas.

    “OPERAÇÃO EMERGÊNCIA”  –  DIA 20 DE MARÇO:

    • Efetivo empregado                                     –         51
    • Viaturas Empregadas                                –          20
    • Total de Estabelecimentos Vistoriados   –         55
    • Total de visitados sem funcionamento    –        44
    • Total Notificados                                         –         4
    • Total vistoriados regular                           –          2
    • Total de TCO                                              –           6
    • Total de Interditados                                 –          0
    • Total de Orientados                                   –          4
    • Total em Condições                                    –         0
    • Total Aglomerados                                     –          0
    • Total de autuados                                       –         4
    • Total de desativados                                  –          1
    • Total de intervenções                                –           65
    • Órgãos Empregados                                  –           10

    Galeria de Imagens

  •         –           10

Mais Sobre Segurança

Mil Dias de Gestão: Governo de Rondônia investe em equipamentos e ações que fortaleceram a segurança pública

Mil Dias de Gestão: Governo de Rondônia investe em equipamentos e ações que fortaleceram a segurança pública

A segurança pública tem sido uma das prioridades do Governo de Rondônia nesses mil dias de gestão, completados no final de setembro. Por meio da Secre

Governo de Rondônia entrega mais de R$ 1 milhão em armamento para o sistema penitenciário estadual

Governo de Rondônia entrega mais de R$ 1 milhão em armamento para o sistema penitenciário estadual

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), entregou mais de R$ 1 milhão em armamento para o sistema penitenciário do

Governo de Rondônia moderniza estrutura da Segurança Pública com inauguração do Centro Integrado de Comando e Controle

Governo de Rondônia moderniza estrutura da Segurança Pública com inauguração do Centro Integrado de Comando e Controle

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesdec), realizou nesta quarta-feira (29), a inauguração do novo Centro

NOTA À POPULAÇÃO - SESDEC/RO

NOTA À POPULAÇÃO - SESDEC/RO

O Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (SESDEC/RO), vem informar à população do município de Porto Velho, que os telefones 190 e 193