Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de abril de 2021
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente

Usina Jirau oferece proteção com 20 mil máscaras contra o coronavírus gerando renda para a comunidade local


Usina Jirau oferece proteção com 20 mil máscaras contra o coronavírus gerando renda para a comunidade local - Gente de Opinião

Em tempos de enfrentamento contra o Coronavírus, o Projeto Costurando o Futuro é uma iniciativa da Usina Hidrelétrica Jirau que chega como um auxílio e traz, além da proteção contra o COVID-19, esperança para muitos nesses tempos difíceis, em que alguns estão perdendo parte ou a totalidade de sua renda.

“Por liberalidade da Empresa, decidimos realizar esta ação que visa a produção e doação de 20 mil máscaras de tecido para as Secretarias de Saúde do Estado de Rondônia e Município de Porto Velho, além de contemplar diretamente a comunidade de Nova Mutum Paraná e região”, declara Júlio Freitas, Diretor Administrativo da Usina Jirau. 


Usina Jirau oferece proteção com 20 mil máscaras contra o coronavírus gerando renda para a comunidade local - Gente de Opinião

Com duração de aproximadamente três meses, o principal objetivo do Projeto é contribuir com a proteção e segurança dos profissionais de saúde e da comunidade contra o coronavírus, mas também vai gerar pelo menos 50 novos postos de trabalho, entre costureiras e funções administrativas, em parceria com a Associação do Observatório Ambiental Jirau, localizado em Nova Mutum Paraná – cidade construída pela Usina, a 120 Km da capital Porto Velho. “Dessa forma, garantimos que toda a geração de renda esteja voltada para a própria comunidade e a parceria vai beneficiar até 10 mil pessoas com a entrega gratuita das máscaras de proteção”, destaca Veríssimo Alves, Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da Usina Jirau. Veríssimo informa ainda que essa realização conta com recurso financeiro subsidiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES.


Usina Jirau oferece proteção com 20 mil máscaras contra o coronavírus gerando renda para a comunidade local - Gente de Opinião

Por tudo isso, a Srª Valdirene Costa já comemora por ter sido uma das selecionadas para trabalhar no Projeto. Com a oportunidade de ajudar o próximo e ainda garantir uma renda extra para a família, a profissional que costura há 25 anos diz que se atualiza sempre, inclusive com os cursos oferecidos pelo Observatório Ambiental Jirau, hoje em dia trabalha como autônoma e viu o número de suas encomendas caírem com a pandemia do coronavírus. “Por causa do isolamento social, as pessoas não têm procurado por roupas novas. Estou me sentindo bem feliz em fazer o bem ao próximo de alguma forma e ainda poder ajudar a minha família com uma renda extra, que certamente é de grande importância para nós agora. É maravilhoso poder participar deste projeto”, agradece a Sr.ª Valdirene.

O ganho da ação, contudo, irá além da pandemia. O Projeto Costurando o Futuro contempla a compra de maquinários que serão doados para a Associação visando a continuidade de projetos sociais com a comunidade local. “Posteriormente utilizaremos as máquinas de costura para realizar cursos de capacitação, outros projetos voltados para atender às necessidades da nossa população e até encomendas particulares”, considera Sirley Camacho Ramos, Presidente da Associação do Observatório Ambiental Jirau. 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente

Jirau Energia realiza ação de educação ambiental no mês da água que incentiva o consumo de água potável

Jirau Energia realiza ação de educação ambiental no mês da água que incentiva o consumo de água potável

 A iniciativa contou com instruções às famílias de como fabricar um filtro ecológico em casa junto da entrega de um modelo para seguir e dicas de ma

Iniciativas de conservação da água na Jirau Energia estão alinhadas aos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU

Iniciativas de conservação da água na Jirau Energia estão alinhadas aos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU

A Jirau Energia, por entender sua responsabilidade socioambiental e por ter a água como principal matéria-prima para a geração de energia elétrica,

Audiência Pública vai debater Projeto da PCH São Paulo do Pimenta Bueno

Audiência Pública vai debater Projeto da PCH São Paulo do Pimenta Bueno

No dia 10 de dezembro, quinta-feira, será transmitida ONLINE para toda população de Rondônia, a Audiência Pública para apresentação do projeto para

Energisa fará recomposição de área de preservação no Cristal da Calama

Energisa fará recomposição de área de preservação no Cristal da Calama

A Energisa já doou mais de 4 mil mudas de castanheiras para o projeto Plante Castanha Brasil, do governo do estado de Rondônia. Agora, a empresa vai