Porto Velho (RO) segunda-feira, 27 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Turquia dobra tarifas sobre alguns produtos dos EUA; lira se recupera


Turquia dobra tarifas sobre alguns produtos dos EUA; lira se recupera - Gente de Opinião

 ISTAMBUL (Reuters) - A Turquia dobrou as tarifas sobre algumas importações norte-americanas, incluindo álcool, carros e tabaco, nesta quarta-feira, em retaliação aos movimentos dos Estados Unidos, mas a lira se recuperava depois que as medidas de liquidez do banco central tiveram o efeito de sustentar a moeda.

Um decreto assinado pelo presidente Tayyip Erdogan dobrou as tarifas turcas de carros de passageiros para 120 por cento, de bebidas alcoólicas para 140 por cento e de fumo para 60 por cento. As tarifas também foram duplicadas em bens como cosméticos, arroz e carvão.

O movimento veio em resposta aos “ataques deliberados do governo norte-americano em nossa economia”, escreveu o vice-presidente, Fuat Oktay, no Twitter. Na sexta-feira passada, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que autorizou tarifas mais altas sobre as importações de alumínio e aço da Turquia.

Ancara agiu em meio ao aumento da tensão entre os dois países sobre a detenção de um pastor norte-americano e outras questões diplomáticas na Turquia, que ajudaram a levar a lira a uma queda recorde em relação ao dólar.

A moeda perdeu mais de 40 por cento em relação ao dólar este ano, impulsionada pelas preocupações com a crescente influência de Erdogan sobre a economia e suas repetidas solicitações por taxas de juros mais baixas, apesar da alta inflação.

A recuperação nesta sessão, fortalecendo a lira brevemente para menos de 6,0 contra o dólar, veio depois que o banco central apertou a liquidez no mercado, aumentando efetivamente as taxas e apoiando a moeda.

O otimismo em relação às melhores relações com a União Européia depois que um tribunal turco liberou dois soldados gregos que aguardavam julgamento e um passo da vigilância do setor bancário para limitar as transações de swap cambial também ajudava a lira.

“Eles estão tirando liquidez de lira agora e elevando as taxas de juros”, disse o diretor de estratégia de mercados emergentes da TD Securities, Cristian Maggio.

“As taxas subiram 10 por cento... O banco central não fez isso através da mudança nas taxas de referência, mas elas estão reduzindo a liquidez, então o resultado é o mesmo”, acrescentou.

Mais Sobre Mundo - Internacional

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

A variante Delta do novo coronavírus é "altamente preocupante", à medida que a mutação tem se espalhado para quase 20 países nas Américas, disseram