Porto Velho (RO) segunda-feira, 27 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Mundo - Internacional

Rússia pagará adiantado toda a dívida com Clube de Paris


Agência O Globo MOSCOU - O ministro de Finanças russo, Alexei Kudrin, anunciou que nos próximos dias a Rússia pagará adiantado sua dívida de 22,3 bilhões de euros com o Clube de Paris, grupo informal que reúne países credores. - O pagamento acontecerá até a próxima segunda-feira, 21 de agosto. A disposição correspondente será assinada nos próximos dias pelo primeiro-ministro Mikhail Fradkov - declarou Kudrin em entrevista coletiva. O montante exato da dívida que a Rússia deve pagar ao Clube de Paris dependerá da "cotação da divisa russa, o rublo, e de outros fatores". O pagamento antecipado, decidido em 30 de junho, será o maior da história do Clube de Paris. Kudrin lembrou que o pagamento adiantado da dívida levou a agência internacional Fitch Ratings a elevar a classificação de risco soberano da Rússia do nível BBB para BBB+ com perspectiva estável. A Rússia propôs ao Clube de Paris, integrado por 18 países credores, o pagamento antecipado do valor total de sua dívida em maio de 2005, com o objetivo de evitar o pagamento da taxa de juros de 7% ao ano cobrada pelo grupo. - Os juros são muito altos. Por isso queríamos saldar nossa dívida antes do prazo, para economizarmos centenas de milhões de dólares - acrescentou Kudrin. Segundo as autoridades russas, o pagamento adiantado da dívida com o Clube de Paris permitirá ao país poupar US$ 7,7 bilhões. A maior parte do débito da Rússia com o Clube - 21,3 bilhões de euros - foi contraído pela antiga União Soviética, enquanto o um bilhão restante é em conceito de abono adiantado. Animado pelos altos preços do petróleo, o Kremlin anunciou no final do ano passado um plano de pagamento adiantado da dívida externa, com o objetivo de reduzi-la para 34 bilhões de euros em 2010.<

Mais Sobre Mundo - Internacional

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Ômicron deve infectar mais da metade da Europa em 6 a 8 meses, segundo a OMS

Mais da metade da população europeia deve ser infectada pela variante Ômicron do coronavírus nas próximas seis a oito semanas, disse nesta terça-fei

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

MSF encontra 10 mortos em barco de madeira à deriva no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, durante uma difícil operação de busca e resgate a menos de 30 milhas náuticas da costa da Líbia no Mediterrâneo Central, a equipe

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

Com avanço nas Américas, Delta é "altamente preocupante", diz Organização Pan-Americana de Saúde

A variante Delta do novo coronavírus é "altamente preocupante", à medida que a mutação tem se espalhado para quase 20 países nas Américas, disseram