Porto Velho (RO) segunda-feira, 8 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Porto Velho e mais 23 capitais de estados brasileiros ganham Centrais de Logística Reversa de Eletroeletrônicos

Fechando com Natal, capital do Rio Grande do Norte, a ABREE, em parceria com o Ministério de Meio Ambiente, estados e municípios, comemora 24 Centrais de Logística Reversa de Eletroeletrônicos instaladas no país


Luiz Gonzaga (Presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes - ABETRE), Mauro Haddad (Gerente de Saneamento da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de São Paulo - SP Regula), André França (Secretário de Qualidade do Ministério do Meio Ambiente), Alex Luiz Pereira (Presidente da Coooermiti) e Sergio de Carvalho Mauricio (Presidente da ABREE).   - Gente de Opinião
Luiz Gonzaga (Presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes - ABETRE), Mauro Haddad (Gerente de Saneamento da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de São Paulo - SP Regula), André França (Secretário de Qualidade do Ministério do Meio Ambiente), Alex Luiz Pereira (Presidente da Coooermiti) e Sergio de Carvalho Mauricio (Presidente da ABREE).

Com o objetivo de aprimorar a logística reversa no Brasil, a ABREE – Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, junto ao Ministério do Meio Ambiente, estados, municípios e parceiros, comemora a inauguração de Centrais de Logística Reversa em 24 capitais e no Distrito Federal, em parceria com os estados, sendo que a mais recente foi aberta em Natal. A implementação e gestão do processo de logística reversa visa garantir a destinação final ambientalmente correta a 100% dos produtos pós-consumo descartados pela população. 

A maioria das centrais tem capacidade de armazenar cerca de 5 a 8 toneladas de resíduos eletroeletrônicos descartados pela população local. Após o recebimento e armazenamento, os parceiros da ABREE retiram os produtos e encaminham para a fábrica de manufatura reversa, que realiza a desmontagem dos equipamentos para a destinação ambientalmente adequada. 

“As inaugurações das centrais nas capitais representam um marco importante para logística reversa no Brasil, já que o objetivo é garantir que funcionem como ponto de recebimento de resíduos eletrônicos que são depositados em coletores espalhados Brasil afora. Além disso, as centrais ainda trazem algumas vantagens: criam empregos, preservam os recursos naturais, evitam a poluição, contribuem para a redução do consumo de energia elétrica e água, e para a diminuição das emissões dos gases de efeito estufa”, comenta Sergio de Carvalho Mauricio, presidente da ABREE. 

O trabalho da entidade tem sido de desenvolver a chamada logística reversa, em um processo que começa com a educação ambiental, conscientizando o consumidor sobre a importância do descarte adequado desses materiais para dar início à logística reversa. 

Hoje, a ABREE, junto aos seus parceiros do ecossistema, contabiliza quase 3,7 mil pontos de recebimento espalhados pelo Brasil, estando presente em mais de 1,2 mil municípios brasileiros. Segundo dados divulgados pelo Ministério do Meio Ambiente, foram recebidas cerca de 1,2 mil toneladas de resíduos eletroeletrônicos e eletrodomésticos em 2021, 75 vezes mais do que o arrecadado nos três anos anteriores. 

As primeiras capitais a implementarem a central e começarem a fazer parte do sistema de logística reversa de eletroeletrônicos em 2021 foram Campo Grande, em junho, Florianópolis em julho, Vitória em agosto, Manaus, Maceió e Distrito Federal em setembro, Curitiba e Rio de Janeiro em outubro, Goiânia em novembro e, Porto Alegre e Porto Velho em dezembro. Já em 2022, a ABREE inaugurou centrais em Aracaju, Cuiabá, Boa Vista e Macapá em abril e Belém, Palmas, João Pessoa, São Luís, Rio Branco e Teresina, em maio e Belo Horizonte, São Paulo, Salvador e Natal em junho. 

Em um ano, a entidade chegou a 24 capitais e no Distrito Federal, que agora podem fazer o descarte correto de todos os produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos pós-consumo respeitando o meio ambiente. Além disso, as parcerias locais são firmadas com cooperativas, gerando empregos verdes para a população. 

No site da ABREE é possível encontra os pontos de recebimento mais próximos por meio de buscas com o CEP residencial, além de uma lista completa de quais produtos podem ser descartados. São alguns exemplos: batedeira, ferro elétrico, fone de ouvido, liquidificador, máquina de costura, micro-ondas, geladeira, purificador de água, televisão, entre outros. Para saber mais, acesse: https://abree.org.br/pontos-de-recebimento 

Sobre a ABREE - Fundada em 2011, a ABREE - Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos - é uma entidade gestora sem fins lucrativos, que define e organiza o gerenciamento da implementação do sistema coletivo de logística reversa de produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos, promovendo economia de grande escala. Com 54 associadas que representam 186 marcas, a ABREE é responsável pelo gerenciamento através da contratação, fiscalização e auditoria dos serviços prestados por terceiros, além de contribuir com informações para todos os envolvidos da cadeia, responsáveis pela viabilização da logística reversa de eletroeletrônicos e eletrodomésticos no país. Para mais informações, acesse https://abree.org.br/ 

Mais Sobre Meio Ambiente

Operação ambiental apreende tratores e objetos utilizados ilegalmente na Unidade de Conservação Ambiental

Operação ambiental apreende tratores e objetos utilizados ilegalmente na Unidade de Conservação Ambiental

No dia 30 de julho, a Polícia Militar do Estado de Rondônia, em operação ambiental do Parque Estadual Guajará-Mirim, efetuou a apreensão de seis mot

Projeto torna obrigatório o uso de papel reciclado em concursos públicos

Projeto torna obrigatório o uso de papel reciclado em concursos públicos

Em uma época onde a tecnologia nos permitiu tornar digital muitas das nossas atividades cotidianas, práticas até então comuns, como escrever em papé