Porto Velho (RO) quinta-feira, 26 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Esporte

Fogo na Premier League contra o VAR: «É ridículo. Isto não é futebol»

Bruce, treinador do Newcastle, se opõe à arbitragem por vídeo, embora isso o tenha ajudado a empatar; Mourinho evita se pronunciar para evitar uma punição


Fogo na Premier League contra o VAR: «É ridículo. Isto não é futebol» - Gente de Opinião

O VAR conseguiu deixar em acordo duas partes muito diferentes: quem se prejudicou e quem se beneficiou. Aconteceu na partida que enfrentou Tottenham e Newcastle  (jogo que muitos puderam aproveitar e se divertir no site apostagolos.com), que foi resolvida com um pênalti revisado pelo VAR na prorrogação que impediu o time treinado por Mourinho de vencer. 

O treinador português nem esperou o lançamento de onze metros e dirigiu-se ao vestiário antes do apito final. Pouco depois deixou alguns depoimentos em que a sua crítica foi mais no silêncio do que no que disse: «Prefiro dar dinheiro a instituições de caridade do que à Federação, depois de me sancionar. Por isso não vou dar a minha opinião ", disse. 

A jogada em questão tinha certas semelhanças com outra que gerou muita polêmica, aquela que favoreceu a partida entre Manchester United e Brighton na véspera, quando os Diabos vermelhos viraram a partida com um pênalti assinalado assim que o final foi declarado. Como havia acontecido no Falmer Stadium, nesta ocasião a ação punível também foi uma mão na área. 

"Amo este clube, mas agora posso ver a diferença entre grandes clubes que têm história e outros", disse Mourinho, que garantiu que a sua equipa fez "um jogo fantástico", em que mereceu vencer por três ou quatro golos ao intervalo. «Não posso pedir mais aos jogadores. Seu goleiro era fenomenal. O time jogou muito, muito bem. Foi um jogo completo ofensiva e defensivamente. Criamos muitas ocasiões. Estou muito feliz com o desempenho ", disse ele. 

No entanto, o mais impressionante nesta matéria não foram as palavras de Mourinho, mas sim as do treinador do Newcastle, Steve Bruce, que apesar de ter ganho um ponto graças à intervenção do VAR, ficou muito zangado: “Isto é um disparate. É uma regra boba, boba. Hoje nos saímos bem, porém, é ridículo. Talvez devêssemos verificar essas novas regras e ver quem as faz. Achei que o VAR valeria a pena o claro e o óbvio. Eu não sou um grande amante disso. Vimos Roy Hodgson ontem à noite. É bobagem. Ontem vimos um ridículo com o Everton e o gol da vitória; hoje vimos um igualmente ridículo. Eu deveria estar feliz, mas não posso dizer que concordo com isso.

 

Primeiro jogo com VAR na Premier League 

A Premier League usou o VAR pela primeira vez  o dia 10/09/2019, no jogo entre Manchester City x West Ham, vencido pelo Manchester por por 5 a 0, no Estádio Olímpico de Londres, e teve um gol anulado pelo árbitro de vídeo, o primeiro da história da liga.

Mais Sobre Esporte

VAR no Brasileirão 2020: tempo gasto cai mas paralisações disparam

VAR no Brasileirão 2020: tempo gasto cai mas paralisações disparam

A tecnologia do árbitro de vídeo (VAR) ainda divide opiniões entre os torcedores no Brasil. A arbitragem de vídeo tupiniquim anda sofrendo principal

Semisb entrega obras dos campos sintéticos em Porto Velho e União Bandeirantes

Semisb entrega obras dos campos sintéticos em Porto Velho e União Bandeirantes

Nessa semana, a Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer recebeu a conclusão das obras dos campos sintéticos do