Porto Velho (RO) domingo, 3 de julho de 2022
×
Gente de Opinião

Cultura

Vem aí o Primeiro Béra Rap Festival de Hi Hop


Vem aí o Primeiro Béra Rap Festival de Hi Hop - Gente de Opinião

De 14 a 17 de abril acontece o Primeiro Béra Rap Festival estadual de Hip Hop em Rondônia. Serão 04 dias de Festival, com 05 atrações diárias, 42 artistas de 03 Estados.

Além da programação musical, vai acontecer Workshop de produção de Beat via Google meet, com Vinícius Mavi, dia 15 de abril as 16:00, inscrições abertas e gratuitas, link na página do festival @berarapfestival. 

A Idealização e produção é da Rapper, atriz e produtora cultural, Negra Mari de Ariquemes.

As gravações aconteceram no espaço Tapiri na capital e contou com artistas de Ji Paraná, Ouro preto do Oeste, Ariquemes, Candeias do Jamari e Porto Velho, além de atrações de Manaus - AM e Cuiabá – MT 

A categoria de artistas, que atuam na cena do movimento Hip Hop, sofre com a marginalização e discriminado que a cultura de periferia carrega, com a pandemia, quem faz arte sentiu fortemente os impactos da crise financeira, os grafiteiros, cantores, DJs e cantores de rap, foram duramente atingidos, o principal objetivo do projeto é remunerar e dar visibilidade e acesso a esses artistas, a Lei Aldir Blanc possibilitou essa realização de o artista receber por seu trabalho, que é digno e justo. 

No dia 17 de abril no encerramento do festival, vai ser feito o lançamento do documentário em homenagem a RDG, o Rodrigão (Rodrigo Lopes), um dos percursores do movimento no Estado, ele começou com o movimento de resgate de meninos e meninas de rua e logo em seguida criou o Família Atitude Central, o foco era reabilitar e tirar crianças e adolescentes das ruas, das drogas e dos crimes. Perdemos Rodrigão em 2020 para a Covid-19, mas seu legado é nossa motivação e inspiração.

 

Por que Béra Rap?

Durante muito tempo uma forma pejorativa de chamar moradores do Estado de Rondônia era de beradeiros, ou seja, os que moram e vivem na beira do rio. Artistas de Porto Velho, inclusive nosso RDG, começaram um processo de ressignificar o termo e apropriar dele como um grande título. Hoje se der um Google vai encontrar: Beradeiro, pessoa que tem orgulho de ser rondoniense e morar na beira do rio. As principais cidades do nosso Estado foram construídas próximas aos rios. Nossos rios é vida, é subsistência e é energia.

E como o Rap não tem fronteiras, ele está nas comunidades ribeirinhas e está nos centros urbanos da Amazônia. 

A programação está disponível na página do festival no Instagram @berarapfestival e @nzingaarte. Se inscreve no canal do YouTube Negra Mari e ative o sininho para acompanhar o primeiro Béra Rap Festival. 

 

Fomentado com recurso da Lei Federal Aldir Blanc 2 Edição do edital 32/2021 Pacaás Novos, SEJUCEL CODEC RO. O festival será online transmitido pelo canal do YouTube da produtora.

Galeria de Imagens

Mais Sobre Cultura

Ações de incentivo à juventude, cultura, esporte e lazer destacaram a missão do Governo de Rondônia

Ações de incentivo à juventude, cultura, esporte e lazer destacaram a missão do Governo de Rondônia

A Sejucel conta com mais de 700 jovens participando do projeto “Juventude Solidária”, com a finalidade de desenvolver ações cívico-sociais pelo Estado

Dia 29/06 tem lançamento de clipe tecnobrega do grupo As de Saias

Dia 29/06 tem lançamento de clipe tecnobrega do grupo As de Saias

O grupo As de Saias se prepara para o lançamento do videoclipe da canção tecnobrega “Nó”, dirigido por Juraci Júnior, em uma co-produção entre Casa

Projeto Sesc 52 leva programação literária em suas últimas semanas de circulação no interior de Rondônia

Projeto Sesc 52 leva programação literária em suas últimas semanas de circulação no interior de Rondônia

O Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE de Rondônia, por meio do Sesc/RO, reafirmando seu objetivo de integração, inclusão social e fomentador da cultu

Cia de Artes Ji-paranaense apresenta nos dias 27 e 28 de junho espetáculo inspirado na migração de mulheres no ciclo da borracha.

Cia de Artes Ji-paranaense apresenta nos dias 27 e 28 de junho espetáculo inspirado na migração de mulheres no ciclo da borracha.

Desde sua criação a Cia Clandestinos de Artes vem abordando temáticas de grande importância que vão desde assuntos da esfera intimista como também n