Porto Velho (RO) sexta-feira, 20 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Cultura

Mestre Ernesto Melo anuncia gravação de seu segundo Álbum e inicia atividades de produção


Mestre Ernesto Melo anuncia gravação de seu segundo Álbum e inicia atividades de produção - Gente de Opinião

Com recursos incentivados pela Lei Aldir Blanc, em sua 2ª edição o Mestre da Cultura Ernesto Melo começou no último dia 8 de janeiro as atividades de pré produção das 13 músicas que compõe o Álbum intitulado “Mestre Ernesto Melo, o Poeta da Cidade Vol. II”

Em reunião realizada com sua equipe de produção no último dia 08 de janeiro no espaço externo do Mercado Cultural, foi apresentado o cronograma de trabalho aprovado pela Superintendência de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer – SEJUCEL. Na ocasião o artista argumentou que em razão da grande quantidade de projetos incentivados, o recurso foi depositado 10 dias após o planejado, em 30 de dezembro de 2021.  “Diante desta nova realidade, tivemos que fazer ajustes no cronograma, entendendo o período de festividades de fim de ano e o retorno das atividades por parte dos prestadores de serviço”, comentou Ernesto.

“Este novo calendário será apresentado na entrega do primeiro relatório mensal à SEJUCEL, pois efetivamente o trabalho se inicia a partir do depósito na conta do proponente, assim como está descrito no Edital Marechal Rondo 2ª Edição”, informou Erika Patrícia Melo, produtora e responsável pela gestão do projeto. “Meu pai é um dos mais importantes artistas de Rondônia e nosso maior desafio foi aprovar o projeto, agora temos o compromisso de apresentar para o mundo a obra do Mestre e Imortal da Academia de Letras, que é autor da música mais linda que se conhece, que é “Porto Velho meu Dengo”.

Para esta produção foi contratado um estúdio profissional especializado em Samba, que já é conhecido pelos sambistas de Rondônia e referência na região norte e fica na cidade de Manaus, mas todos os outros aspectos da produção são de Porto Velho. “Prestigiou-se o trabalho daqui por entendermos que os recursos da LAB II são destinados ao fomento e ao auxílio emergencial dos artistas em seu local de atuação”, informou Ernesto Melo.

O projeto aprovado também assegura a realização de um Vídeo Clip da música “Santa Barbara”, fazendo referência ao centenário Terreiro de mesmo nome, local onde o pai do artista frequentava e que faz parte da história do mesmo. “Vivi boa parte da minha vida lá, acompanhado meu pai que era da casa, hoje eu presto esta grande homenagem a este ícone da cultura religiosa local, o mais antigo Terreiro que se tem notícia. Quero desta forma mostrar para o grande publico que eu canto Porto Velho”, comenta.

O Poeta da Cidade como é popularmente conhecido, Ernesto está prestes a apresentar mais uma obra de sua autoria. Desde o seu primeiro CD com o sucesso da música “Porto Velho meu Dengo” o músico que também é membro da Academia Rondoniense de Letras, vem se apresentado na cidade com sua banda “A Fina Flor do Samba” nos principais eventos do gênero.

Ainda de acordo com os produtores do músico, o trabalho vai possibilitar o profissionalismo da carreira do artista, todas as músicas, também chamadas de fonogramas, serão registradas e distribuídas em plataformas digitais, possibilitando assim uma maior divulgação da obra e sua abrangência. “Atualmente o CD convencional já não é mais uma exigência, tão pouco será produzido, mas as plataformas digitais são os verdadeiros palcos onde os grandes artistas conseguem fazer sua obra conhecida, já temos notícias de que músicos do nosso Estado já são ouvidos por milhões de pessoas mundo afora, tudo por conta destas plataformas, acredito muito no potencial do meu pai, ele é o músico do momento”, conclui Erika Patrícia.

 

Conheça um pouco sobre a história de Ernesto Melo

Ernesto Melo, Contador, funcionário público federal aposentado do Ministério do Trabalho, Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Rondônia, 73 anos, casado com Dona Maria Erenir Coral dos Santos Melo, falecida em decorrência da Covid19 em 2021, nascido em Porto Velho, Rondônia, é sambista. Escreve, toca violão, banjo e cavaquinho, tendo sido um compositor mais voltado para escrever sobre Porto Velho antigo, sua história e suas estórias, suas nuances e situações; sobre nossos personagens folclóricos e artísticos e sobre o Mocambo, em particular.

Conviveu com os principais personagens históricos da cultura de Porto Velho desde os tempos do Território Federal, aprendeu a tocar instrumentos e se notabilizou com o grande sambista. Ajudou a fundar grupos musicais como: Grupo de Cultura Águas do Madeira, que deu origem ao Grupo Kizomba, fez apresentações em locais consagrados no Rio de Janeiro, como na quadra da Portela, no Café Socyte, Asa Branca, Feitiço  da Vila, e em meados dos anos 2000 recebe apoio de amigos, como o saudoso Manelão da Banda do Vai Quem Quer, e grava seu primeiro CD, “Ernesto Melo, o Poeta da Cidade”, onde apresenta a música que o reposiciona no cenário musical brasileiro, “Porto Velho meu Dengo”, seu maior sucesso. Com esta canção venceu o Festival aberto de Música do Sesc em 2002, representou Rondônia em Maringá no 25º FEMUCIC, em 2004 foi contemplado com o Troféu “Prêmio de Opinião Pública-POP”.  É autor de vários sambas enredo bem como marchinhas de carnaval, nos anos 2000 funda o Grupo “A Fina Flor do Samba”, desde então se apresenta às sextas feiras no Mercado Cultural de Porto Velho, foi reconhecido pelo Ministério da Cultura como Mestre da Cultura Popular Imaterial no ano de 2018, e no ano de 2020 recebe o Título de Imortal pela Academia Rondoniense de Letras, Ciências e Artes – ARL, ocupando a cadeira de n° 13 cujo Patrono é José Alves da Silva, o nosso Zezinho Maranhão, onde também é acadêmico, em 2021 é referenciado em obra literária fomentada pela Lei Aldir Blanc intitulada “Lugar e Memória – Uma Poética de Porto Velho em Ernesto Melo e a Fina Flor do Samba” e na obra “Galo da Meia Noite, uma festa a mais”, também incentivada pela mesma lei. Ainda sob a Lei Aldir Blanc, Ernesto Melo é consagrado como “Mestre da Cultura Popular do Estado de Rondônia”

 

O projeto “Mestre Ernesto Melo, o Poeta da Cidade vol. II” é incentivado pelo Governo do Estado de Rondônia através Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer – SEJUCEL, Fundo Estadual de Desenvolvimento da Cultura - FEDEC/RO, Lei Aldir Blanc, “LAB II”.

Programa de Editais vinculados ao FUNDO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA CULTURA – FEDEC, sob a responsabilidade da Coordenação de Cultura – CODEC.

Todas as atividades deste projeto respeitam as medidas sanitárias e administrativas determinadas para contenção do COVID-19, em especial àquelas constantes no Decreto 24.919 de 05 de abril de 2020.

Mais Sobre Cultura

O Projeto de Leitura Itinerante Viveiros das Letras, com o  Café Literário contos, causos e outras histórias, é desenvolvido na Escola Estadual 4 de Janeiro.

O Projeto de Leitura Itinerante Viveiros das Letras, com o Café Literário contos, causos e outras histórias, é desenvolvido na Escola Estadual 4 de Janeiro.

O Projeto de Leitura Itinerante Viveiros das Letras, que está sendo desenvolvido na Escola Estadual 4 de Janeiro, em Porto Velho, é definido como um t

Banda Benvindo ao Pacífico divulga calendário de apresentações

Banda Benvindo ao Pacífico divulga calendário de apresentações

Os fãs da  banda Benvindo ao Pacífico já podem comemorar as novidades deste ano. A agenda para os próximos meses já está cheia. Vem por aí apresenta

Arraial Municipal começa na sexta-feira (20) e abre o Circuito Junino em Porto Velho

Arraial Municipal começa na sexta-feira (20) e abre o Circuito Junino em Porto Velho

Apresentação de quadrilhas dançantes, bois bumbás, shows musicais e grande variedade de comidas típicas. Essas são algumas das atrações que poderão se

Inscrições abertas para oficina gratuita de produção de podcast

Inscrições abertas para oficina gratuita de produção de podcast

As formas de comunicação sofreram mudanças significativas ao longo dos anos, sobretudo no que se refere ao consumo de conteúdos em áudio. Tais mudan