Porto Velho (RO) domingo, 26 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Cultura

Festival de Fotografia em Porto Velho disponibiliza “Agenda Visual do Meio Ambiente”, em plataforma online, gratuitamente

Acontece nos dias 01 e 02 de fevereiro a montagem das galerias a céu aberto do Festival Fotografia em Tempo e Afeto, na Rua Euclides da Cunha, próximo à feira do produtor, das 07h às 18h, no dia primeiro, e das 8h às 12h00 no dia 02, em Porto Velho, Rondônia, abrindo o período da “Agenda Visual” do festiva. Confira!


Festival de Fotografia em Porto Velho disponibiliza “Agenda Visual do Meio Ambiente”, em plataforma online, gratuitamente	    - Gente de Opinião

Em todo o mês de março haverá atividades online, como a abertura da mostra online, a visita guiada online, e também lançamentos da exposição e de vídeo-conceito mostrando o processo da exposição. Toda a exposição resultará em um catálogo, que será lançado em 27 de março e ficará disponível gratuitamente no site do festival (acesse aqui).

O evento oferece ainda,
capacitações e transmissões online via Instagram da Casa Ninja Amazônia e Ninja Foto que refletem tanto sobre fotografia quanto meio ambiente de forma artística e poética.

 

Nos dias 21, 22 e 23/2 acontece a Oficina "Gestão de Acervo, Edição e Revelação” com Uiler Costa Santos. (Confira toda a programação e detalhes para a inscrição abaixo)

 

Meu Meio é o Meio Ambiente    

Um dos grandes objetivos do festival é elucidar a fotografia como uma ferramenta de poder, tanto na economia quanto na política. Em 2022, o Festival busca exercitar formas de se pensar o “meio ambiente” para além da ideia de Amazônia, tomando a imagem como escuta, destoando das formas tradicionais de se comunicar a fotografia, as questões sociais, políticas e ambientais.

Para a fotógrafa, idealizadora e organizadora do evento, Marcela Bonfim, a fotografia também é uma forma de discutir as questões amazônicas evidenciando as reivindicações dos povos da própria região.  

Praticar o exercício comunitário da composição, prezando pelo sentido do acesso e da inclusão, tem sido a aposta e também a certeza do Festival. Queremos expandir a consciência visual e desmistificar os códigos que interferem em nossa visualidade, como também das diversas e múltiplas Amazônias, que se constituem apenas por habitar o seu meio”, aponta.

 

Para quem quer acompanhar a composição de 07 galerias, instaladas nas ruas de Porto Velho, em suporte Lambe-Lambe, poderão acessar pela plataforma a exibição destas galerias convertidas para a versão de mostra online, vídeo-experimental, texto composto, e catálogo, disponíveis na plataforma do Festival.

Festival de Fotografia em Porto Velho disponibiliza “Agenda Visual do Meio Ambiente”, em plataforma online, gratuitamente	    - Gente de Opinião

Programação
Na programação estiveram as oficinas do fotógrafo João Roberto Ripper (RJ) e o Workshop da fotógrafa Elza Lima (PA).



“Agenda Visual”

>> 01 e 02/03 | Montagem das galerias nas ruas de Porto Velho, com breves entradas ao vivo pelo Instagram da mostra para acompanhamento das montagens 

>> 02/03 I Visita guiada online 20h RO 
>> 08/03 | Lançamento da Exposição Online 18h RO     
>> 17/03 | Lançamento do Vídeo-Conceito 20h RO

>> 27/03 I Lançamento do Catálogo online 20h RO



Sobre o Festival


O Festival Fotografia em Tempo e Afeto acontece desde 2017 ocupando as ruas de Porto Velho (RO) e de comunidades próximas, o festival traz uma série de composições visuais que têm como objetivo mostrar as relações da visualidade com o tempo, espaço e política local.

Sobre a idealizadora

 

Economista, Marcela Bonfim, era outra até os 27 anos. Na capital paulista, acreditava no discurso da meritocracia. Já em Rondônia; adquiriu uma câmera fotográfica e no lugar das ideias deu espaço a imagens e contextos de uma Amazônia afastada das mentes de fora; mas latentes às vias de dentro. As lentes foram além; captando da diversidade e das inúmeras presenças negras; potências e sentidos antes desconhecidos a seu próprio corpo recém-enegrecido. Em seu trabalho ela aborda a questão: quanto tempo demora, o negro, para se firmar nesse mundo (in)visível? Para saber mais sobre o trabalho de Marcela Bonfim: www.amazonianegra.com.br e www.madeiradedentro.com

 

INSCRIÇÕES ABERTAS:


>> 21, 22, 23 e 25/03 | UILER COSTA-SANTOS: Oficina "Gestão de Acervo, Edição e Revelação com ADOBE e LIGHTROOM" das 9h às 12h VAGAS DESTINADAS PRIORITARIAMENTE À PESSOAS PRETAS, LGBTQ+ de qualquer lugar, e  para residentes no estado de Rondônia, 20 vagas; ACREDITAMOS que por se tratar de uma ferramenta técnica, é importante disponibilizar aos CORPOS-LUGARES que menos têm acesso a este tipo RECURSO.  

Mais Sobre Cultura

O menino do coração de ferro

O menino do coração de ferro

Dia 26 de Junho às 20h de Rondônia e às 21h de Brasília no canal do YouTube do Conexão Norte o Autor Fabiano Barros lança o audiobook O MENINO DO CORA

Invisibilidade, transfobia e violência são temas abordados no vídeo-teatro performativo “Corpo do Prazer” que estreia no sábado (25)

Invisibilidade, transfobia e violência são temas abordados no vídeo-teatro performativo “Corpo do Prazer” que estreia no sábado (25)

O clima é de expectativa para o acadêmico da Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Ádamo Teixeira. Isso porque neste sá

Banda Sala 8 lança o álbum “Viva o hoje”

Banda Sala 8 lança o álbum “Viva o hoje”

A Banda de pop rock de porto velho, chamada Sala 8, vem trazendo novidades este ano. Com influências de bandas de rock nacionais e internacionais, c

Lançamento do livro “Foco Nelas”: mulheres nos Bastidores na cena teatral do Acre e de Rondônia

Lançamento do livro “Foco Nelas”: mulheres nos Bastidores na cena teatral do Acre e de Rondônia

O livro, organizado por Andressa Batista, Jessiane Gisele, Ana Paula Alab e Valeska Alvim, traz um olhar para as mulheres que trabalham com figurino