Porto Velho (RO) domingo, 24 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Aroldo Vasconcelos

Cidades sustentáveis no trecho de integração de Porto Velho-Manaus


Cidades sustentáveis no trecho de integração de Porto Velho-Manaus - Gente de Opinião

Há quase trinta anos resido em Rondônia e por aqui, e por outras bandas da nossa amada Amazônia, eu ouvi centenas de vezes muita gente grande e as miúdas também, falando sobre a importância de uma estrada ligando a capital de Rondônia à capital do Amazonas; mas apenas nesse governo atual é que estamos realmente vendo algo ocorrer nesse sentido.

Quando você, caro amigo e caríssima amiga, leitores desta coluna, puder olhar no mapa pelo facilitador Google o trajeto que liga Porto Velho (RO) até Manaus (AM) poderá ver que são pouco mais de 900 km de perímetro mata adentro e que certamente é um desafio conciliar o progresso humano e uma moradia agradável e uma produção de alimentos com regras e de acordo com as leis federais atualmente de proteção do bioma.

Digo isso porque, em meu novo livro PROPOSTAS PARA O BRASIL DA PRÓXIMA DÉCADA eu falo, comento e procuro divulgar idéias, projetos e propostas para que o Estado, as empresas e a sociedade civil possam unir esforços para a execução nos próximos dez (10) anos de mudanças sociais e econômicas que tragam melhorias para o maior número de famílias possível.

Uma dessas propostas é a construção de 07(sete) cidades sustentáveis onde 40 mil famílias poderão ser assentadas em Núcleos Urbanos integrados com lotes de até 150 hectares para a produção agrícola e pecuária com modelos sustentáveis de exploração dessas áreas.

Ainda com um olhar de parcerias públicas e privadas, os orçamentos para as edificações dessas unidades de moradia e de produção devem ser custeadas pela União, pelos dois estados, no caso o Amazonas e o estado de Rondônia e os excedentes dessa produção centrada em cooperativas organizadas pelos moradores e produtores rurais assentados será comercializada preferencialmente nas cidades do perímetro da BR 319 bem como nas duas capitais, no caso Porto Velho e Manaus que juntos tem mercado de consumo da ordem de mais de 3 milhões de pessoas, podendo em dez (10) anos alcançar mais 30% desse número atual.

O futuro impõe ao sul da Amazônia estratégias pensadas agora, portanto essa proposta e outras registradas no meu novo livro entre outras já conhecidas do público acadêmico, técnico e empresarial, podemos promover o amplo debate para a devida transformação em programas e projetos e ações finalísticos para o pleno desenvolvimento social, econômico, ambiental e sustentável dessa porção do Brasil.

Os valores financeiros e orçamentários para abraçar um plano desse porte deverão alcançar aproximadamente R$ 2 bilhões de Reais e trazer oportunidades de desenvolvimento sustentado em práticas limpas de produção e ocupação do bioma da Amazônia com benefícios diretos a mais de 20 mil famílias que façam sua livre adesão ao projeto.

A organização deste projeto audacioso requer um edital de seleção dessas famílias por vocação para a vida na floresta, a produção agro-sustentável e de maneira que essas famílias deverão ser orientadas a permanência, ao trabalho orientado e supervisionado como um projeto social e econômico monitorado pela legalidade e pelo bem do desenvolvimento regional.

Graça e Paz.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Aroldo Vasconcelos

Produção e concorrência comercial entre os estados de Go, MS, MT e RO

Produção e concorrência comercial entre os estados de Go, MS, MT e RO

Esta década de 20 está no seu fim, ano de desafios sociais, econômicos e da saúde pública com o surgimento da pandemia e seus desdobramentos para os

Amazônia, um país adormecido dentro do Brasil

Amazônia, um país adormecido dentro do Brasil

Faz tempo que eu estudo essa região fenomenal. Desde 1996 quando fazia parte do corpo de técnicos no sistema FIERO/SESI/SENAI/IEL em Rondônia. Muita

A poesia humanista na vida de Francisco de Assis

A poesia humanista na vida de Francisco de Assis

Caros amigos e amigos leitores das minhas colunas semanais, e meus editores, amigos pacientes, quero pedir desculpas por meu silencio nessas ultimas

Enquanto isso, no centro do Brasil

Enquanto isso, no centro do Brasil

Em dezembro desse ano completo 28 anos de moradia em Rondônia, com a minha família, vindos do nordeste para conhecer e trabalhar nas terras do Marec